SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 19 de Junho de 2019

bar-3432.pngCidades Terça-feira, 11 de Junho de 2019, 05h:00 - A | A

CIDADES

Cidades e o equilíbrio entre oportunidades e deslocamentos

Emmanuel sai de casa com as duas filhas às 5h todas as manhãs.

image

Emmanuel sai de casa com as duas filhas às 5h todas as manhãs. Eles pegam um mini ônibus da sua casa em Awoshie, um bairro residencial de Accra, em Gana, até a região de negócios onde Emmanuel trabalha. A viagem de ida e volta geralmente custa US$0,90, o que equivale a cerca de 20% do salário médio diário em Accra, e leva bem mais de uma hora. Quando o tráfego está pesado, o custo dobra. Para economizar uma passagem de ônibus, Emmanuel às vezes coloca uma filha no colo da outra

Deslocamentos como os de Emmanuel estão se tornando o padrão para habitantes de muitos centros urbanos, especialmente de cidades em desenvolvimento na Ásia, África e América Latina. Um novo estudo do WRI concluiu que, ainda que as cidades concentrem empregos e outras oportunidades, grande parte da população tem cada vez mais dificuldades para acessar esses benefícios. Análises feitas na Cidade do México e em Johanesburgo apontam que 56% e 42% da população, respectivamente, não consegue acessar empregos com facilidade em razão da localização de suas casas, das opções limitadas de transporte, ou de ambas as coisas. Muitos habitantes dessas cidades passam por viagens longas e caras, frequentemente desconfortáveis, em veículos inseguros e em meio ao trânsito pesado. Outros têm opções de deslocamento e acesso a oportunidades tão restritos que acabam isolados.

O padrão de restrição de acesso da Cidade do México e de Johanesburgo está presente em outras partes do mundo. O acesso a emprego, saúde, educação e outras oportunidades está cada vez mais fora do alcance de milhares de pessoas como Emmanuel.

O que é acessibilidade?

"Acessibilidade" é a facilidade com que as pessoas conseguem chegar aos locais de trabalho, ensino, saúde, entretenimento e outras oportunidades.

Níveis de acessibilidade dependem de diversos fatores. Alguns dizem respeito à localização: a disponibilidade de serviços, sua distribuição na cidade e se o sistema de transporte permite que pessoas os acessem de forma segura, eficiente e a um custo acessível. A acessibilidade é uma questão tanto de uso do solo quanto de transporte e depende do quão eficientemente os dois, juntos, atendem a cidade.

Outros fatores são específicos sobre as pessoas, como, por exemplo, a capacidade de gastar (tanto dinheiro quanto tempo) para chegar até um local de interesse, as escolhas de moradia e o grau de tolerância em relação à segurança e o conforto nos deslocamentos. Quando os sistemas de transporte coletivo são inseguros ou não foram projetados de forma inclusiva, mulheres, crianças e pessoas com deficiência enfrentam maiores barreiras à acessibilidade do que outros grupos populacionais, por exemplo.

Imprimir


Comentários


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



MAIS LIDAS



Como você avalia a gestão do governador Mauro Mendes

PARCIAL

VÍDEOS LEIA MAIS

(65) 3028-2825

contato@cuiabamais.com.br

icon facebook icon twitter icon instagram