SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 19 de Julho de 2019

bar-3432.pngCidades Quarta-feira, 03 de Julho de 2019, 07h:11 - A | A

EM SINOP

Usinas hidrelétricas do complexo Teles Pires se reúnem em workshop

Evento foi promovido pela Copel, UHE Colíder e Embrapa em parceria com Sinop Energia, Hidrelétrica Teles Pires e São Manoel Energia

image

Representantes das usinas hidrelétricas Sinop, Colíder, Teles Pires e São Manoel participaram do 1º Workshop sobre Recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APPs), realizado nos dias 25 e 26 de junho, na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Agrossilvipastoril, em Sinop.

 

O evento foi promovido pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) e pela Embrapa, em parceria com Sinop Energia, Hidrelétrica Teles Pires e São Manoel Energia.

 
 

 

O workshop teve como objetivo, a troca de informações e experiências sobre as ações de recomposição de Áreas de Preservação Permanente - APPs nas regiões onde as usinas hidrelétricas já estão operando ou em fase final de implantação.

 

Durante os dois dias de evento, cerca de 30 pessoas participaram, representando 19 instituições, como empresas, universidades e organizações não governamentais com expertise no tema.

 

A programação contou com palestras ministradas pelos técnicos das usinas hidrelétricas, empresas especializadas em serviços ambientais e entidades ambientais, apresentando as experiências vividas no dia a dia, e visita de campo nas parcelas experimentais da Embrapa para a restauração ambiental de Áreas de Preservação Permanente.

 

Como um dos promotores do evento, o pesquisador da Embrapa, Ingo Isernhagen, comemorou o resultado do encontro que, para ele, surgiu a partir do momento que as usinas foram percebendo os desafios técnicos a serem superados com relação a recuperação de APPs.

 

“Muitos das exigências são inéditas e as soluções podem ser debatidas e compartilhadas, inclusive, a Embrapa pode contribuir bastante na parte de pesquisa”, finalizou.

 

O gerente de Meio Ambiente da UHE Colíder, Joachim Graf Neto, explicou que a ideia do workshop surgiu durante as reuniões que as quatro usinas do complexo Teles Pires têm realizado ao longo dos últimos anos, justamente para a troca de experiências. “Constatamos os resultados positivos e tivemos a ideia de promover um evento específico sobre a recuperação de áreas degradadas, para contar o que deu certo e o que não deu”, afirmou.

 

“O grande diferencial deste workshop, foi abrir para a participação de instituições e empresas, afinal temos que unir esforços para encontrar respostas para um assunto comum a diversos setores da sociedade. Já podemos adiantar que a meta é realizar o 2º Workshop com a participação dos órgãos ambientais (SEMA/MT e IBAMA), afinal, eles precisam estar juntos neste processo que demanda soluções inovadoras em termos ambientais e econômicas”, completou.

 

O Gerente de Meio Ambiente da UHE Sinop, André Vasques, comenta que o evento, sem dúvidas, trouxe uma diversidade de proposições e soluções para a restauração ambiental das Áreas de Preservação Permanente. E complementou dizendo que foi um momento bastante participativo com representações e experiências diversas, considerando que a Embrapa é um centro de pesquisas e estará participando nesse processo através de um convênio com a UHE Sinop para o desenvolvimento de processos e métodos para a restauração das Áreas de Preservação Permanente.

 

“Neste evento, as técnicas para a restauração ambiental em Áreas de Preservação Permanente apresentadas, além de serem processos executados pelas usinas hidrelétricas, serão técnicas que poderão ser divulgadas e ampliadas para a sociedade, especialmente no meio rural para a recuperação de nascentes”, concluiu.

 

Ivan Bichara, gerente de Meio Ambiente e Fundiário da UHE Teles Pires, destacou as ações implementadas no empreendimento ao longo de cinco anos de operação. Segundo ele, 23% da área de APP já foi reflorestada do total de 3 mil hectares previstos para recuperação.

 

“Foi uma grande satisfação trazer para esta reunião os ganhos e benefícios que já adquirimos e dessa forma fortalecer a parceria que já temos”, explanou.

 

Para o Gestor Operacional de Meio Ambiente da UHE São Manoel, Thiago José Millani, a iniciativa das quatro usinas do complexo Teles Pires e da Embrapa foi extremamente válida. Ele explicou que na UHE São Manoel um total de 600 hectares de área será recuperado e os trabalhos já iniciaram.

 

“Tivemos a oportunidade de apresentar um pouco do que já foi realizado até aqui, além de conhecer as ações realizadas nos demais projetos, portanto, dessa forma, o evento proporciona uma sinergia para a execução das ações futuras”, afirmou.

 
 
Imprimir


Comentários


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



MAIS LIDAS



Como você avalia a gestão do governador Mauro Mendes

PARCIAL

VÍDEOS LEIA MAIS

(65) 3028-2825

contato@cuiabamais.com.br

icon facebook icon twitter icon instagram