SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 22 de Junho de 2024


Business & Agro Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 20:58 - A | A

14 de Novembro de 2023, 20h:58 - A | A

Business & Agro / Agro

Cinco projetos de pesquisas na área da agricultura familiar são aprovados pelo Governo de MT

Pesquisas buscam fortalecer a cafeicultura, mandiocultura, bananicultura e forragicultura

Widson Ovando/Fapemat
CUIABÁ MAIS
www.fapemat.mt.gov.br



Cinco projetos de pesquisas nas áreas de cafeicultura, mandiocultura, bananicultura e forragicultura, para fortalecer a agricultura familiar em Mato Grosso, foram aprovados para receber apoio financeiro do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

O Programa de Pesquisa Aplicada em Políticas Públicas, que surgiu de uma parceria entre a Fapemat, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar de Mato Grosso (Seaf-MT), para impulsionar o desenvolvimento do estado com foco na agricultura familiar.

O programa tem como meta acolher e apoiar projetos de pesquisa que contribuam significativamente para o avanço das áreas de agricultura familiar, em parceria com Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), definidas como órgãos ou entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos que tenham a pesquisa como parte integral de sua missão institucional.

Foram analisadas e aprovadas cinco propostas, sendo duas na área de cafeicultura, uma de mandiocultura, uma de bananicultura e uma de forragicultura – estudo das plantas destinadas à alimentação animal.

A apresentação de cada projeto deve ter a duração de 3 minutos, destacando resultados esperados, características inovadoras e potencial de inserção no mercado.

No mínimo 5% do valor solicitado à Fapemat deve ser destinado a ações de divulgação digital do projeto para a sociedade mato-grossense.
Os projetos apoiados terão um prazo máximo de execução de 24 meses, podendo, em casos excepcionais e devidamente justificados, ser prorrogados por até 6 meses.

De acordo com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Allan Kardec, as pesquisas reforçam a importância da agricultura familiar, fortalecendo a posição do segmento no cenário econômico e social.

“Dos alimentos mais consumidos, 70% vêm da agricultura familiar, produzidos por pequenos produtores no abastecimento familiar, comercializando o restante. Daí a necessidade de incrementar pesquisas aplicadas com base tecnológica e de inovação, gerando mais empregos e renda nos sistemas agrícolas diversificados em nosso estado”, ressaltou o presidente da Fapemat, Marcos de Sá Fernandes da Silva.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram