SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 14 de Junho de 2024


Geral Sexta-feira, 17 de Novembro de 2023, 20:51 - A | A

17 de Novembro de 2023, 20h:51 - A | A

Geral / Curiosidades

Bancário que fez PIX de R$ 690 mil por engano e recebeu devolução parcelada relata desespero: 'apavorado'

O empresário Lealdo dos Santos Souza, de 38 anos, foi quem recebeu o PIX de R$ 690 mil

Terra Brasil Notícias
CUIABÁ MAIS
www.terrabrasilnoticias.com



O ex-presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região Ricardo Saraiva Bigfez um PIX de R$ 690 mil por engano para um empresário de Santos, no litoral de São Paulo. Ele recebeu a devolução de forma parcelada e, em conversa com o g1 na tarde desta sexta-feira (17), afirmou que ficou 'apavorado' com o erro, achando que poderia ter perdido o dinheiro que seria usado para um imóvel.

O empresário Lealdo dos Santos Souza, de 38 anos, foi quem recebeu o PIX de R$ 690 mil. A princípio, ele imaginou que tratava-se de um golpe. Ao perceber a confusão, não pensou duas vezes antes de devolver a bolada, que seria utilizada por Big para concluir a aquisição do apartamento. Por conta do limite do banco, Souza precisou fazer depósitos de R$ 100 mil em R$ 100 mil.

"O Lealdo foi muito decente. Assim que identifiquei o problema consegui localizar a oficina dele. Desde o início, ele teve boa vontade e quis ajudar. O problema é que o banco dele não liberava o limite. Ele fez a devolução assim que conseguiu. Passou sete dias me mandando o comprovante com os depósitos. Teve muita boa fé, foi honesto, muito gente boa", afirma.

Segundo Big, o dinheiro seria utilizado na compra de um apartamento. O negócio, porém, acabou dando errado e 'esfriando' por conta de toda a situação. "Não consegui comprar o apartamento que eu queria por conta disso. Essa saga terminou apenas ontem. Agora, depois de tanto estresse, eu quero descansar, quero relaxar e fazer tudo com calma. O Lealdo fez de tudo para me ajudar", diz.

O erro de Big não é tão incomum. Poucos dias antes de transferir a bolada para o empresário, o bancário havia feito um PIX para ele por conta de um reparo em um aparelho de ar-condicionado. Apesar dele ter colocado o CPF correto do destinatário, Big acabou se atrapalhando e apertou o botão errado na hora de finalizar a transação.

"Fiquei apavorado achando que tinha sido vítima de um golpe. Pensei na hora que tinha me ferrado. Toda essa situação poderia ter sido resolvida se o banco dele tivesse uma agência física. Seria muito mais simples. Ele mexeria no limite e conseguiria devolver tudo de uma vez. O problema é que o banco não ajudou em momento algum", explica.

Arquivo Pessoal

a

Lealdo dos Santos Souza recebeu R$ 690 mil por engano no Pix

Empresário recebeu o PIX

O empresário, ao receber o dinheiro, também achou que estava sendo vítima de um golpe. “Na hora [do PIX] fiquei desesperado [...]. Na minha cabeça, a primeira coisa que eu pensei era que fosse algum golpe, que os carasjogaram na minha conta por engano e depois iam vir me procurar”, afirmou o empresário, que tem um comércio no ramo de ar-condicionado automotivo.

Lealdo chegou, inclusive, a pensar que fosse o valor do resgate de algum sequestro. “Imaginei várias coisas”, relatou o homem, que aguardou 24 horas antes de tomar uma atitude e procurar a agência do banco de origem do dinheiro.

Neste período, o empresário recebeu "conselhos” orientando-o a ficar com a bolada. “Só que minha cabeça e meu coração falaram que tinha que fazer a coisa certa. Eu não pensei duas vezes em devolver”, afirmou. Ele entende que a decisão foi a melhor possível.

“Fiquei mais feliz depois que eu consegui achar [o dono]. Vi que era um senhor, uma pessoa de boa índole que trabalhou pra caramba”, afirmou.

Lealdo encontrou o dono do dinheiro um dia após receber o PIX. Ele foi até a agência do banco de origem do dinheiro e falou com uma gerente, que localizou o proprietário da conta. “Ela ficou surpresa com a minha atitude e conseguiu entrar em contato com ele [dono do dinheiro]”, relembrou.

Em nota, o C6 Bank informou que opera segundo as regras de funcionamento do PIX e, por isso, o saldo foi bloqueado depois do acionamento do sistema Mecanismo Especial de Devolução (MED) do Banco Central.

"A devolução de valores via PIX deve ser feita pelo botão 'devolver PIX' disponível no aplicativo, destinado a esse fim. A opção de devolver valores parciais foi uma escolha do cliente, e não imposição do banco”, informou, em nota.

G1



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram