SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 25 de Junho de 2024


Política Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2023, 20:50 - A | A

20 de Dezembro de 2023, 20h:50 - A | A

Política / Economia

Como evitar dívidas? Entenda a nova Lei 14.181 que promete ajudar os brasileiros!

O superendividamento, agora definido pela Lei 14.181, é um problema que afeta não apenas as finanças individuais, mas também a estabilidade econômica do paí

Terra Brasil Notícias
CUIABÁ MAIS
www.terrabrasilnoticias.com



O superendividamento, agora definido pela Lei 14.181, é um problema que afeta não apenas as finanças individuais, mas também a estabilidade econômica do país. A promulgação dessa lei representa um avanço significativo na proteção dos consumidores brasileiros, combatendo as práticas abusivas no mercado de crédito.

Quais são as consequências Sociais do Superendividamento?

A alta porcentagem de famílias endividadas no Brasil, conforme indicado pela pesquisa da CNC, revela a urgência de medidas regulatórias. O superendividamento não apenas compromete a saúde financeira dos cidadãos, mas também gera estresse, ansiedade e impactos psicológicos negativos em toda a população. Com a implementação da lei, espera-se reduzir tais impactos, proporcionando aos indivíduos condições mais justas para lidar com suas dívidas.

O que vai mudar com a Lei 14.181?

 

Além das disposições já mencionadas, a Lei 14.181 estabelece uma série de medidas para reequilibrar a relação entre credores e consumidores. Uma delas é a proibição de cláusulas contratuais abusivas que possam levar ao superendividamento, como juros excessivos e taxas ocultas.

 

A introdução do conceito do “mínimo existencial” é fundamental. Garantir que uma parte da renda permaneça intocável para despesas básicas visa preservar a dignidade e a subsistência dos indivíduos, mesmo diante das dívidas.

Qual é o Impacto Econômico dessas mudanças?

 

No âmbito econômico, a regulamentação do superendividamento tende a promover uma maior estabilidade financeira no país. A redução do número de consumidores superendividados pode diminuir os índices de inadimplência, impactando positivamente o sistema financeiro como um todo.

Ademais, as novas medidas podem influenciar as estratégias das instituições financeiras, incentivando a oferta de crédito responsável e transparente. O fortalecimento da educação financeira também pode contribuir para uma cultura de consumo mais consciente, mitigando os riscos de superendividamento.

Conclusão

A Lei 14.181 representa um marco importante na proteção dos direitos do consumidor e na promoção de práticas mais justas no mercado de crédito brasileiro. Ao equilibrar as relações entre credores e consumidores, ela visa não somente evitar o superendividamento, mas também fomentar uma economia mais estável e saudável. 

Por meio dessas mudanças legislativas, espera-se uma melhoria significativa na qualidade de vida dos cidadãos brasileiros, proporcionando-lhes uma base mais sólida para suas atividades financeiras e contribuindo para o crescimento econômico do país.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram