SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 21 de Julho de 2024


Poderes Segunda-feira, 29 de Julho de 2019, 08:40 - A | A

29 de Julho de 2019, 08h:40 - A | A

Poderes / EDUCAÇÃO

Parados há quase 2 meses, grevistas se acorrentam no Paiaguás

Profissionais cobram, entre outros pontos, o cumprimento da lei da dobra do poder de compra



Um grupo de servidores da Educação realiza um protesto na manhã desta segunda-feira (22), em frente ao Palácio Paiaguás. Eles estão acorrentados e pedem que o Governo do Estado apresente uma proposta para por fim à greve da categoria, que teve início em 27 de maio.

 

O professor Robinson Cireia afirmou que o grupo deve permanecer no local ao longo do dia e já planeja outros atos como forma de chamar atenção do Executivo.

 
 

 

Segundo ele, o governador Mauro Mendes (DEM) adotou uma postura “intransigente” e se recusa a negociar com os profissionais que cobram, entre outros pontos, o cumprimento da lei da dobra do poder de compra, que dá direito a 7,69% a mais anualmente na remuneração durante 10 anos.

 

O governador tem sido muito intransigente. Ele bateu o pé numa birra, disse que não poderia fazer um parcelamento. O discurso que ele adotou é só falar que não tem, não tem, não tem

“O governador nos deixou nessa situação, ele nos prendeu na greve. Queremos uma proposta para poder libertar a Educação, para poder voltar às aulas dos estudantes. Só depende dele mandar a proposta”, disse o professor, ao MidiaNews.

 

Ele afirmou ainda que os profissionais já apresentaram uma série de alternativas ao Executivo como, por exemplo, a possibilidade de o reajuste ser concedido de forma parcelada.

 

Todas, no entanto, segundo Cireia, foram negadas pelo Governo.

 

“O governador tem sido muito intransigente. Ele bateu o pé numa birra, disse que não poderia fazer um parcelamento. O discurso que ele adotou é só falar que não tem, não tem, não tem”, criticou o educador.

 

“Sabemos que já houve incremento de receita no quadrimestre, o Estado vai crescer ainda mais e ele já poderia ter feito uma proposta. Estamos acorrentados aqui pra ver se sai uma proposta do governador”, acrescentou.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram