SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 14 de Julho de 2024


Saúde Segunda-feira, 22 de Abril de 2024, 06:20 - A | A

22 de Abril de 2024, 06h:20 - A | A

Saúde / ESTUDOS

Café coado pode ser aliado na prevenção da esteatose hepática, aponta estudo de médico mato-grossense

Tese de Pós-graduação reforça os benefícios da bebida energética

Dialum Assessoria
CUIABÁ MAIS
[email protected]



O café coado surge como um aliado na luta contra a esteatose hepática, popularmente conhecida como gordura no fígado. Estudos recentes, liderados pelo médico Arnaldo Sérgio Patrício, que atua no Hospital São Judas Tadeu, em Cuiabá, destacam as propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias presentes na bebida que desempenham um papel crucial na proteção do fígado e na redução da inflamação. 

A tese foi analisada durante a pós-graduação em endocrinologia do especialista e discutida no último congresso de Hepatologia. O estudo revelou que o consumo moderado de café está correlacionado a uma diminuição no risco de doenças hepáticas, incluindo a esteatose hepática. Além disso, de acordo com o Dr. Arnaldo Sérgio, a bebida melhora a sensibilidade à insulina.

“Além de melhorar a sensibilidade à insulina, reduz a inflamação, oferecendo benefícios particulares para indivíduos com esteatose hepática associada à resistência à insulina e inflamação crônica” afirma o médico. As esteatoses hepáticas podem ser classificadas em dois tipos, como alcoólicas (provocadas pelo consumo excessivo de álcool) e ainda como não alcoólicas. 

Sobrepeso, diabetes, má nutrição, perda brusca de peso, gravidez, cirurgias e sedentarismo são fatores de risco para o aparecimento da esteatose hepática gordurosa não alcoólica. Há evidências de que a síndrome metabólica (pressão alta, resistência à insulina, níveis elevados de colesterol e triglicérides) e a obesidade abdominal estão diretamente associadas ao excesso de células gordurosas no fígado. 

Em um número bem menor de casos, pessoas magras, abstêmias, que não possuem alterações de colesterol e glicemia também podem desenvolver quadros de esteatose hepática gordurosa. Neste sentido, é que a bebida energética atua como grande aliada na prevenção da doença. 

Apesar dos potenciais benefícios do café, é fundamental consumi-lo de forma equilibrada, como parte de um estilo de vida saudável que inclua uma alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos. 



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram