SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 16 de Junho de 2024


Saúde Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 06:02 - A | A

05 de Junho de 2024, 06h:02 - A | A

Saúde / MELHOR PREVENIR

Queda entre idosos são comuns: aprenda cinco passos para evitar

Assessoria de Imprensa
CUIABÁ MAIS
[email protected]



À medida que envelhecemos, incidentes como quedas podem se tornar frequentes causando lesões graves e muitas vezes irreversíveis. Isso acontece devido a diminuição de mobilidade, perda de equilíbrio, fraqueza muscular e ausência de atividades físicas. Segundo dados do SUS (Sistema Único de Saúde), nos últimos dez anos dobrou o número de atendimentos por queda de idosos no país. Em 2022 foram 33.544 resultando em 9.592 mortes, uma média de 26 óbitos por dia. Para Eduardo Loureiro, enfermeiro e franqueado da Padrão Enfermagem, é preciso avaliar o ambiente que o idoso vive e prevenir. Uma queda simples pode trazer danos permanentes, mas se moldar a casa que esse idoso vive pensando nas suas principais necessidades e independência, é possível evitar que tombos virem rotina, comenta.
O enfermeiro listou também algumas ações que podem facilitar no dia a dia, e evitar que acidentes graves aconteçam. São eles:

Avaliar qual o grau de independência desse idoso. Ele pode ficar sozinho? Caso não seja 100% autossuficiente, em acordo com os familiares opte pela presença de um cuidador ou enfermeiro, esse profissional além de uma companhia constante poderá supervisionar a rotina diária do seu ente.
Pisos escorregadios são verdadeiros inimigos da terceira idade, se não for possível substituir, invista em proteção antiderrapante.
Evite o uso de tapetes, essas peças podem causar quedas pela sua elevação.
Corrimão e barras de apoio são essenciais, além de permitir a locomoção dos idosos, transmite segurança .
Trocar a escada por rampas proporciona deslocamento seguro e assim como uma boa iluminação.

Caso um idoso caia, o profissional ressalta, que é importante entender o momento e a gravidade para prestar o socorro adequado. Alguns sinais como sangramento, dores intensas, perda de consciência, imobilidade, entre outros, já são um alerta que é preciso acionar o serviço emergência móvel ou SAMU através do telefone 192. Essas condições requerem avaliação médica; alerta.
As quedas são um desafio, e após uma intercorrência é possível que sejam desenvolvidas questões como medo, receio de voltar a andar, limitação das atividades físicas, depressão, entre outros. É importante que a família esteja atenta a esses sinais de fragilidade e procure respaldo profissional, finaliza.
Sobre a Padrão EnfermagemFundada em 2006, é uma rede de franquias com mais de 50 unidades no Brasil, especializada no agenciamento de profissionais da saúde para uma série de serviços primordiais aos pacientes, tais como: Acompanhamento hospitalar, Serviços de enfermagem, Cuidador de idosos e Cuidador infantil. Todos os profissionais estão preparados e habilitados para atender com segurança e qualidade a clientes em ambiente domiciliar, hospitalar e empresarial, com suporte 24h.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram