SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 21 de Julho de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 17 de Junho de 2019, 08:28 - A | A

17 de Junho de 2019, 08h:28 - A | A

Cotidiano / Vicente Golfeto

AS ÁRVORES MUDAM A PAISAGEM DE CERTAS CIDADES

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto



  As árvores, como o bom senso nos permite concluir, mudam a paisagem árida de certas cidades ao mesmo tempo em que valorizam os imóveis de determinada região, tornando-se sua autêntica moldura. Ribeirão Preto é cidade em que o verão é muito quente e o inverno é muito seco aliás, já comparado, embora com certo exagero, a clima de deserto. 
    Com esta síntese, um dos desafios dos moradores e das administrações locais é eliminar as apelidadas ilhas de calor que são provocadas pela impermeabilidade do solo urbano e pela forte presença do asfalto e do concreto. Estas ilhas de calor, tão sentidas em Ribeirão Preto, sobretudo no espaço considerado o centro tradicional mas, cada vez mais também na zona sul, no inverno são responsáveis por crescente aumento de problemas respiratórios de toda ordem. As árvores contribuem para minimizar os efeitos destas ilhas de calor causadas, como nós dissemos acima, pela impermeabilidade do solo sobretudo, além de reduzirem e atuarem no sentido de sequestrarem gases nocivos, como CO2, o dióxido de carbono. 
    As cheias, que são sempre fenômenos conforme a natureza, transformam-se em enchentes quando as várzeas que, como o nome diz, são locais para onde o rio vaza, são impermeabilizadas impedindo que as águas de chuva penetrem no solo rumo ao subsolo. E, desta maneira a pluviometria segue outro rumo. Em vez de tomar a direção do subsolo, alimentando o aquífero, a água de chuva busca a hidrografia rumo ao oceano.  

 

    Veja a importância das árvores. Imaginem, então, as das florestas que ainda resistiram à ação deletéria do maior predador que o mundo conhece. Estamos falando do ser humano.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram