SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 21 de Julho de 2024


Cotidiano Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 09:16 - A | A

29 de Fevereiro de 2024, 09h:16 - A | A

Cotidiano / ECONOMIA

Confiança do comerciante em Cuiabá em fevereiro volta a registrar crescimento após quatro meses de retração

FECOMERCIO MT
CUIABÁ MAIS
[email protected]



 

Após consecutivas quedas observadas desde o último trimestre do ano passado, a pesquisa que monitora a Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá voltou a apresentar crescimento em fevereiro. A alta de 0,7% em relação ao primeiro mês de 2024 elevou o índice para 109,2 pontos e diminuiu em 6,2% o comparativo anual da pesquisa, que apresentava, na época, 116,5 pontos.

O levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT) mostrou que o índice está acima de 100 pontos. O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca a permanência dos números em nível considerado satisfatório.

"Este aumento mensal contribui para uma visão de futuro ainda promissora, apesar das consecutivas quedas observadas em meses anteriores. Esta elevação está ligada à expectativa para a economia e para o setor, além do nível de investimento das empresas", explicou Wenceslau Júnior.

É o que mostra a pesquisa, que registra aumento mensal para Expectativa das Empresas Comerciais e Expectativa do Comércio, de 4,7% e 2,9%, respectivamente. Com relação ao nível de investimento das empresas, 46,1% dos entrevistados afirmaram que pretendem aumentar um pouco o quadro de funcionários e sobre o nível de investimento da empresa, 36,0% disseram que está um pouco maior nesse mês, além disso 61,6% responderam que a situação dos estoques está adequada no momento.

Já os subíndices que apresentaram queda mensal são as Condições Atuais das Empresas Comerciais (-2,8%) e as Condições Atuais do Comércio (-2,4%). Sobre as condições da economia do país 43,4% afirmaram que pioraram muito, já na verificação das condições atuais da empresa 34,5% disseram que melhoraram um pouco e para as expectativas para o comércio, 40,8% responderam que esperam que melhore um pouco.

O presidente da Fecomércio-MT afirma que "o período de início do ano mostra uma tendência de retração no consumo das famílias, o que impacta na leitura do empresário para o período, podendo ter melhoras com a chegada de datas comemorativas, como a Páscoa e com indicadores de renda e emprego em crescimento".

O índice nacional se mostrou em crescimento neste mês, apresentando uma variação positiva de 2,4% e pontuação de 109,7, pouco acima do verificado na capital mato-grossense. Na avaliação dos subíndices, a expectativa para o futuro também é destaque na perspectiva a nível Brasil.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram