SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 21 de Julho de 2024


Cotidiano Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2024, 04:22 - A | A

13 de Fevereiro de 2024, 04h:22 - A | A

Cotidiano / CIDADES

Crescimento populacional tem estimulado a expansão de Cuiabá para regiões Leste e Nordeste

Geógrafo da UFMT explica que hoje público prefere um deslocamento de até 10 minutos a mais até o trabalho para morar em áreas que propiciem mais qualidade de vida

geógrafo Cleberson Ribeiro
CUIABÁ MAIS
[email protected]



Cuiabá testemunhou nos últimos dez anos um significativo crescimento urbano e que resultou num aumento populacional de 15% nesse período. No total, a capital passou de 551 mil habitantes em 2010 para 635 mil em 2020, segundo dados do IBGE. E foi justamente esse aumento considerável que impulsionou o setor imobiliário a apostar na construção de novos bairros planejados e na verticalização de empreendimentos.

Cleberson Ribeiro, geógrafo da UFMT, explica que isso se deu, uma vez que houve uma mudança cultural no padrão habitacional e que impactou o crescimento de novas regiões. “Hoje o público exige mais qualidade de vida, ter mais espaço e estar perto da natureza. As pessoas preferem um tempo de deslocamento de cinco a dez minutos a mais do trabalho, desde que a moradia contemple esses fatores”. 

A consequência disso pode ser observada mesmo em Cuiabá. Figurando entre as 100 melhores cidades do Brasil e considerada como a capital do agronegócio, a cidade tem observado uma franca expansão para as regiões Leste e Nordeste, que hoje se firmam como áreas planejadas, onde as imobiliárias têm se esforçado para oferecer moradias que proporcionem um novo estilo de vida aos seus clientes. 

Por outro lado, observando essa transição de polos regionais, o Poder Público tem tratado de acompanhar a evolução e erguer obras que aproximem os novos locais à região central da capital mato-grossense, tanto no quesito de infraestrutura, quanto logística. A exemplo, o Parque Mato Grosso, obra do Governo Estadual e que deve ser entregue em até dois anos. 

Há ainda a Avenida Contorno Leste, que interliga a região da Rodovia Helder Cândia a rodovia MT-251 ao centro urbano. A localidade, aliás, é justamente onde a Ginco Urbanismo, uma das construtoras que mais tem acompanhado essa expansão demográfica cuiabana e se empenhado em executar empreendimentos inovadores. O mais recente, o Ginco Cidade Jardim, que contará com lotes a partir de 1.500m2.

“A expansão da região Nordeste passou por um período de estagnação, mas foi retomado com a criação do parque temático. Tem também o eixo de ligação do Contorno leste e o eixo rodoviário que será construído pelo Governo do Estado, interligando toda essa região e fazendo com que a distância entre o centro de Cuiabá seja reduzida”, comenta o geógrafo. 

Júlio Braz, diretor da Ginco, comenta que desde a pandemia da Covid-19 as pessoas passaram a dar mais atenção ao local onde moram, bem como ao entorno dessas moradias. “Desde então aumentou ainda mais a busca por empreendimentos maiores, mais confortáveis e que possuam mais opções de lazer. E é o que estamos procurando atender com o Ginco Cidade Jardim, por exemplo”. 

O condomínio contará com uma área comum para práticas equestres, como equitação e competições de hipismo, piscina aquecida semi-olímpica aquecida e coberta, quadras de tênis, pavilhão com baias para os animais e dezenas de lagos artificiais que possibilitam a prática de esportes não motorizados.  E estas são apenas algumas das dezenas de atrações que o imóvel oferecerá.

Para Júlio Braz, todos esses diferenciais tornam o Cidade Jardim a melhor opção tanto para morar, quanto para quem pretende investir. “Teremos um condomínio com mais de 6 milhões de metros quadrados, oferecendo diversas atividades, que colocam o empreendimento em um patamar extremamente superior a tudo que já foi proposto em Cuiabá”, finaliza.  

 



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram