SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 25 de Julho de 2024


Cotidiano Sábado, 03 de Fevereiro de 2024, 04:40 - A | A

03 de Fevereiro de 2024, 04h:40 - A | A

Cotidiano / ECONOMIA

Última semana de janeiro volta a registrar leve aumento no preço da cesta básica em Cuiabá

Pesando no Bolso

FECOMERCIO MT
CUIABÁ MAIS
[email protected]



O Boletim Semanal da Cesta Básica em Cuiabá voltou a apresentar aumento na cesta de 0,23% nesse fim de janeiro, fazendo com que o mantimento atingisse o valor de R$ 771,59. Em relação a mesma semana do ano passado, quando custava R$ 780,58, a cesta básica está 1,15% mais barato neste ano.

O levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT) destacou a batata, o tomate e o óleo de soja com as maiores variações de preço nesta semana, sendo o tubérculo com alta de 6,22%, acumulando o décimo crescimento consecutivo e atingindo, consequentemente, o valor mais alto da série histórica, de R$ 10,68/kg. O preço médio atual está 55,13% maior que o verificado na mesma semana de 2023.

Segundo análise do IPF-MT, a tendência de crescimento pode ter relação com o clima chuvoso em regiões produtoras, o que favorece na continuidade do aumento verificado anteriormente, assim como as diferentes qualidades do tubérculo também interferem nos preços observados.

Já a retração de 3,76% para o tomate nesta semana pode ter relação com a intensificação da colheita da safra atual, aumentando sua disponibilidade. Além disso, uma redução na demanda pode impactar nessa variação de preço, que atingiu na última semana de janeiro o valor médio de R$ 8,14/kg. Ainda assim, o recuo não reflete a alta de 22,89% no comparativo anual.

Já a dinâmica de preços locais, assim como uma boa cadeia produtiva do óleo de soja no estado, pode influenciar na queda verificada esta semana, de 1,63% no preço médio da capital, sendo a primeira em nove semanas de alta. Ainda conforme análise do IPF-MT, apesar da tendência de alta nesses últimos períodos, em relação ao mesmo período do ano passado, o preço do óleo está 20,60% menor, já que o valor médio atual é de R$ 6,79/900ml.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca a continuidade do preço ainda menor no comparativo com o mesmo período do ano passado. No entanto, também demonstra preocupação quanto à proximidade entre os valores dos mantimentos verificados em Cuiabá.

"Dos itens analisados nesta semana, apenas o óleo de soja está abaixo do valor verificado na mesma semana de 2023. Com relação à média mensal da cesta básica em janeiro (R$ 771,78), que apesar de estar menor no comparativo com janeiro do ano passado, já começa a apresentar crescimento sobre o mês de dezembro, refletindo no aumento do preço dos alimentos", reforçou.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram