SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 25 de Julho de 2024


Geral Quarta-feira, 08 de Maio de 2024, 05:30 - A | A

08 de Maio de 2024, 05h:30 - A | A

Geral / ECONOMIA

DIA DAS MÃES

Principal data comemorativa para o 1º semestre pode injetar R$ 848 milhões na economia de MT

FECOMERCIO MT
CUIABÁ MAIS
[email protected]



Diversos segmentos do comércio e serviços, como perfumarias e cosméticos, roupas, sapatos e acessórios, além de lojas de eletrônicos, floriculturas e estética podem se beneficiar com a principal data comemorativa deste primeiro semestre, o Dia das Mães. A pesquisa de intenção de compras para a data de 2024, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), espera uma movimentação de R$ 848 milhões na economia de Mato Grosso.

O levantamento do instituto, elaborado com 502 pessoas de 32 municípios do estado, entre os dias 16 e 22 de abril, busca compreender o comportamento de consumo dos mato-grossenses para a data. Os dados que explicam essa circulação de dinheiro vêm de quase metade dos entrevistados (48%) que afirmaram que pretendem ir às compras.

Os produtos mais citados pelos respondentes são cosméticos e perfumes, com 24%. Roupas e sapatos aparecem com 14% e 10%, respectivamente. Os mato-grossenses lembraram, ainda, de produtos eletrônicos (8%), seguido de joias, semijoias e bijuterias (7%). Salões de beleza, com procedimentos estéticos, aparecem com 2% e cestas de café da manhã com 1% na pesquisa.

Observa-se, ainda, um aumento de 5,34% na média de gastos no comparativo com o Dia das Mães do ano passado, passando de R$ 334,16 para os atuais R$ 352,00 neste ano, impactando diretamente os setores de comércio e serviços. O aumento pode ser explicado pela variação daqueles que irão consumir mais na data deste ano, com 19%, e outros 14% que afirmaram que não gastaram nada no ano passado, contra 16% que alegaram que vão consumir menos.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, também destaca a variedade de segmentos que podem ampliar seu faturamento em uma das principais datas comemorativas do comércio e serviços. "Sendo uma das datas comemorativas mais importantes do ano, o cenário da pesquisa se mostra bastante positivo, visto que há um aumento na pretensão de gastos, mas há também uma diversificação nos produtos a serem consumidos, favorecendo ainda mais o aquecimento da economia do estado".

O relatório do IPF-MT mostra os locais onde os consumidores se destinarão às compras, com 58% indicando as lojas do centro da cidade, seguido de autônomos/vendedores independentes, com 15%. Os shopping centers também serão bastante procurados, por 14% dos respondentes. Sites e aplicativos têm participação de 7%, depois, com 4%, as lojas de bairro e, por fim, os supermercados com 2%.

Wenceslau Júnior explica que "com as lojas do centro da cidade sendo os principais destinos de compra, somado junto aos demais estabelecimentos locais, a movimentação nas cidades mato-grossenses se mostra bastante relevante e fortalece, principalmente, o comércio e serviços dessas regiões".

O levantamento do instituto mostra, ainda, que o cartão de crédito foi o mais citado entre as formas de pagamento com 47%, depois o Pix com 29%, cartão de débito com 10%, em seguida dinheiro com 9% e carnês e boletos somam 5%.

Entre os que não consumirão na data, 61% disseram que não comemoram a data, em seguida, 25% apontam questões financeiras. Outros 7% atribuíram a disponibilidade de tempo e 5% a distância.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido pelo empresário Wenceslau Júnior (Verdão). A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram