SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 22 de Junho de 2024


Mundo Sexta-feira, 10 de Novembro de 2023, 03:33 - A | A

10 de Novembro de 2023, 03h:33 - A | A

Mundo / Guerra

Itamaraty confirma que Brasileiros serão liberados para deixar Gaza nesta sexta-feira (10)

A liberação está prevista para esta sexta-feira (10), quando os brasileiros e familiares serão autorizados a cruzar a fronteira com o Egito. FONTE: terrabrasilnoticias.com

Terra Brasil Notícias
CUIABÁ MAIS
www.terrabrasilnoticias.com



O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, e o chanceler de Israel, Eli Cohen, acertaram nesta quinta-feira (9) a liberação de 34 brasileiros e familiares que estão retidos na Faixa de Gaza, informou o Itamaraty. A liberação está prevista para esta sexta-feira (10), quando os brasileiros e familiares serão autorizados a cruzar a fronteira com o Egito.

A liberação havia sido inicialmente prevista para a quarta-feira (8), mas foi adiada por conta do fechamento inesperado da fronteira entre Israel e Gaza. Em uma conversa telefônica, Cohen assegurou a Vieira que os brasileiros e familiares estarão na lista de estrangeiros autorizados a cruzar a fronteira na sexta-feira.

Segundo a Representação do Brasil na Palestina, o grupo é composto por 24 brasileiros, sete palestinos em processo de imigração e três palestinos familiares próximos que darão início à imigração. A maioria são crianças (18).

 

Os brasileiros e familiares estão divididos em duas cidades no sul de Gaza: Rafah e Khan Younis. Rafah fica na fronteira entre o Egito e Gaza e é por onde passam os caminhões com ajuda humanitária. Em Rafah, 18 pessoas aguardam evacuação, sendo nove crianças, cinco mulheres e quatro homens. Em Khan Younis, 16 pessoas aguardam a evacuação, sendo nove crianças, cinco mulheres e dois homens. O Itamaraty alugou uma casa na cidade para hospedá-los até que a passagem de Rafah seja aberta.

A liberação dos brasileiros e familiares é resultado das negociações do governo brasileiro com Israel e o Egito. Vieira tem negociado com o chanceler israelense e o ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry, desde que a primeira lista de autorizações de saída foi divulgada em 1º de novembro, contendo quase 500 nomes. O conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas começou em 7 de outubro.

FONTE: terrabrasilnoticias.com



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram