SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 22 de Julho de 2024


Opinião Segunda-feira, 15 de Julho de 2019, 08:21 - A | A

15 de Julho de 2019, 08h:21 - A | A

Opinião / MARCELO PORTOCARRERO

O conluio do terrorista americano

Os interesses escusos da esquerda ficam cada vez mais expostos



A falta de nexo com a realidade fez com que a parte da imprensa que insiste em reagir contra as mudanças no raciocínio das pessoas em relação às mídias tradicionais viva uma verdadeira tempestade perfeita de notícias.

 

Por incrível que pareça, seus articulistas continuam a apostar nos azarões mesmo sabendo que suas pernas vão sendo quebradas a cada carreira que enfrentam na disputa pela verdade.

 

 

Prova disso é que todas as notícias divulgadas referentes às mensagens roubadas e manipuladas pelo terrorista protegido pelos privilégios de seu marido deputado deram chabu. Não convencem nem a claque que costuma ser contratada a pão com mortadela, tão incipientes se mostram frente a mais simplória das análises, desde que séria.

 

Todas as notícias divulgadas referentes às mensagens roubadas e manipuladas pelo terrorista protegido pelos privilégios de seu marido deputado deram chabu

Fossem consistentes não teriam promovido aqueles tristes festivais de grosserias e impropérios acontecido durante a visita voluntária do ministro Moro às duas casas legislativas que em risíveis truculências tentaram, deputados e senadores em franca decadência moral, transformar em intimidação.

 

Daí, depois das comédia bufa encenada nos dois circos mambembes de Brasília o autor, diretor e contrarregras da peça teatral em questão foram desmascarado e vêm escancaradas suas armações combinadas com políticos de esquerda. Aquela mesma esquerda que desde sempre tenta sem sucesso dominar não só o Brasil, mas a América do Sul como um todo.

 

Essa esquerda incompetente que comandou o país por tantos anos foi incapaz de desenvolvê-lo devido sua forma demagógica de fazer política e que a fez não priorizar o desenvolvimento do país para desviar boa parte de nossos poucos recursos financeiros para seus partidos e outras republiquetas dominadas por títeres e ditadores de esquerda.

 

Seus interesses escusos ficam cada vez mais expostos na medida em que insistem em usar de artifícios ilegais para soltar aquele que faz por merecer a ridícula auto-proclamação de que “ninguém na história desse país fez algo igual”, coisa que somente um pândego alcoolizado é capaz de dizer ou fazer, dependendo do ambiente em que está.

 

MARCELO AUGUSTO PORTOCARRERO é engenheiro civil.

 
 


Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram