SUGESTÃO DE PAUTA | EXPEDIENTE 16 de Junho de 2024


Saúde Segunda-feira, 22 de Abril de 2024, 05:30 - A | A

22 de Abril de 2024, 05h:30 - A | A

Saúde / ABRIL MARROM

Casos de cegueira podem aumentar 52,5% até 2050, aponta estudo

Falta de check-up e cuidados básicos com a saúde ocular são os principais indicativos para essa crescente, segundo especialista do Oftalmos - Hospital de Olhos, de Santa Catarina

Target Estratégia em Comunicação
CUIABÁ MAIS
[email protected]



A prevenção, alinhada ao check-up oftalmológico, é essencial para manter a
saúde ocular saudável e sadia. O alerta é do Dr. Fernando Ramalho,
especialista em cirurgia refrativa no Oftalmos - Hospital de Olhos, de Santa
Catarina, e
faz parte do Abril Marrom, campanha realizada este mês em todo o Brasil. O
objetivo é alertar a população sobre a importância de buscar acompanhamento
médico e realizar exames de rotina para o diagnóstico precoce de doenças
oculares que podem
levar à cegueira.

Algumas das enfermidades associadas à perda de visão, como retinopatia
diabética, catarata, glaucoma e a degeneração macular relacionada à idade
(DMRI), podem ser prevenidas ou controladas se os cuidados forem feitos
previamente, na fase
inicial.

Uma pesquisa da Universidade de São Paulo 1 indica que, até 2050, os casos de
cegueira e deficiência visual vão dobrar no mundo todo. O estudo internacional
do Grupo de Especialistas em Perda de Visão (VLEG) da USP de Ribeirão Preto
prevê que em menos de 30 anos, 61 milhões de pessoas serão cegas, 474
milhões terão deficiência visual moderada e severa, e 360 milhões terão
deficiência visual leve.

Publicado pela revista científica britânica The Lancet Global Health, o estudo
chama a atenção para o Abril Marrom, mês de prevenção e combate à cegueira
e de educação sobre as doenças que podem ser diagnosticadas precocemente para
evitar a perda da visão. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS),
80% dos casos de
cegueira poderiam ser prevenidos 2 com ações efetivas de prevenção e
tratamento. A mesma pesquisa realizada pela OMS aponta que entre 40 e 45
milhões de pessoas são cegas, o que representa uma projeção no aumento de
casos de 52,5% em
2050, segundo os dados da USP.

Cuidados básicos são fundamentais para o diagnóstico precoce, tratamento e
acompanhamento de doenças oculares que, na maioria das vezes, os primeiros
sintomas passam despercebidos, informa o Dr. Fernando Ramalho. O especialista em
cirurgia refrativa
do Oftalmos - Hospital de Olhos, de Santa Catarina, cita alguns exemplos que
podem ser adotados para evitar a cegueira:
Realizar exames oftalmológicos: é importante fazer uma avaliação
oftalmológica de rotina, mesmo que não haja sintomas aparentes. Esse tipo de
exame pode detectar problemas oculares precocemente e aumentar as chances de
tratamento
bem-sucedido.

Proteger os olhos: usar óculos de sol com proteção UV, evitar olhar
diretamente para o sol ou fontes de luz intensa, e usar equipamentos de
proteção adequados em atividades que possam colocar os olhos em risco, como
trabalhos com
produtos químicos ou maquinário pesado. Dias ensolarados e nublados são
fundamentais para o uso dos óculos.

Controlar doenças crônicas: Diabetes e hipertensão podem afetar a saúde
ocular e aumentar o risco de cegueira; sendo necessário manter um
acompanhamento com especialista.

Fazer exames precocemente: caso tenha qualquer problema de visão é importante
procurar um médico oftalmologista o mais rápido possível. O tratamento
precoce de doenças oculares pode ajudar a evitar a perda da visão ou atrasar
sua
progressão.

Cuidados com a higiene: ensinar e praticar medidas simples de higiene, como
lavar as mãos regularmente e não coçar os olhos, pode ajudar a prevenir
infecções oculares, como conjuntivite e olho seco.

Fique sabendo
A campanha Abril Marrom foi criada em 2016 pelo Conselho Brasileiro de
Oftalmologia e leva esse nome porque marrom é a cor de íris mais comum nos
olhos.



Comente esta notícia


65 98119-2325

[email protected]

icon facebook icon twitter icon instagram